Implante Dentário – A melhor maneira de “turbinar” sua mastigação

Perder qualquer coisa é muito ruim, seja dinheiro, chave de casa… Imagina perder um dente!

Nesse texto, vocês irão ver porque o implante dentário é a melhor opção quando se perde um dente, devolvendo de novo a capacidade de mastigação e também a estética.

Perceberão também a importância de cada dente na mastigação, as principais indicações para implantes e suas limitações e desvantagens.

Importância dos dentes 

importancia dos dentes

Já se perguntou sobre o porquê de termos dentes com tamanhos, formas e quantidade de raízes diferentes? Ou ainda, como cada dente encaixa perfeitamente quando fechamos a boca?

Sim, cada dente na boca é diferente do outro, pois cada um tem uma função específica a desempenhar. A presença do dente é tão importante, que antes de condenarmos algum dente para extração, tentamos ao máximo manter ele no lugar, seja através de colocação de coroas após realização de tratamento endodôntico e etc.

O implante dentário é a última opção, quando realmente não se tem mais salvação para o elemento afetado.

Vamos comparar com um time de futebol, temos o goleiro e os defensores, que têm a função de não permitir que a bola entre no gol, temos o meio de campo que faz a ligação com o ataque e por último temos o ataque que tem a responsabilidade de fazer o gol.

A mesma coisa, acontece com os dentes, temos os incisivos que partem os alimentos de forma inicial, temos os caninos e pré molares que são a transição com os demais dentes, e os molares que tem a função de triturar os os alimentos em partículas menores facilitando a deglutição.

É claro que essa explicação é bem simplista e que ainda temos diversos outros parâmetros que cada dente desempenha, mas se eu detalhasse mais, ia parecer uma aula para alunos de odontologia, o que não é o caso.

O importante é saber, que cada dente é único e suas funções são importantíssimas para o correto funcionamento da mastigação.

Se quiser saber mais sobre a função de cada dente, clique aqui.

Vamos pensar por outro angulo agora, o que você pensou quando viu uma pessoa sem um dente anterior? Qual foi sua reação?

Pois é, uma das coisas que mais chama atenção na estética facial é o sorriso. Por isso, quando vemos uma pessoa sem algum dente, sentimos um certo desconforto ou percebemos o quanto isso prejudica a estética do rosto como um todo.

O dente é importante não somente para a boa mastigação, mas também para a autoestima e a estética do sorriso, afinal, isso vai interferir em nossos relacionamentos e até na hora de encontrar emprego.

As três formas mais comuns de se perder um dente

Cada vez mais é maior a conscientização das pessoas quanto a higiene oral. Nos consultórios dentários percebemos como nossos pacientes têm menor quantidade de cáries e, por consequência, menor perda de dentes por este motivo.

Porém, a utopia de nunca se perder um dente não existe. Como visto no texto sobre cárie dental, ela ainda é responsável por muitas perdas dentárias e isso ocorre principalmente pela falta de higiene, por uma escovação inadequada e também pelo o não uso do fio dental.

A segunda maneira também muito comum de se perder dentes é através da doença periodontal, ou seja, da inflamação das gengivas de forma mais agressiva.

Esse problema é tão comum quanto a cárie dental, e também começa pela falta de higienização dos dentes. Com o acúmulo de placa, a gengiva começa a sangrar, o que causa uma resposta inflamatória que irá ocasionar perda óssea ao redor do dente e, ao fina, ocasionar a perda dental. Para ler mais sobre essa doença, leia o nosso texto de gengiva sangrando.

A terceira e menos comum é o trauma dental.

trauma dental

Mesmo a pessoa tendo todos os cuidados em sua higiene, usando o fio dental, ainda pode-se perder um dente.

Digo isso pois vejo no consultório de forma rotineira pessoas jovens com todos os dentes em ótimo estado, porém, devido a uma fatalidade, como um acidente de carro ou até uma queda, sofreram a perda de um dente. Geralmente os dentes afetados são os dentes superiores anteriores (centrais e laterais), pois os traumas acontecem normalmente na parte frontal da face.

Felizmente em grande parte dos casos, conseguimos restabelecer a função e estética com implantes dentais, porém esse é um assunto mais a frente.

Afinal, por que perder um dente é tão ruim ?

implante dental

Como explicado anteriormente, é ruim por duas razões, afeta sua mastigação e também sua estética.

Cada dente tem sua função, quando se perde algum dente eles “tentam” reequilibrar a oclusão (mordida).

O que eu quero dizer com isso ?

Na falta de algum elemento dentário, geralmente o dente antagonista desce (pois não tem o apoio do lado oposto) e o dente posterior se inclina para frente, “compensando” a falta de mordida naquela região. Ou seja, no final, temos um completo caos na oclusão.

perda de dente - implante

Esse processo não ocorre rapidamente, leva um certo tempo, por isso temos que substituir o dente logo quando ele é perdido. Caso demore muito, teremos que arrumar não somente um dente, mas três ou quatro.

O aspecto mais perceptível na perda dental é a estética. Ninguém quer sorrir faltando um dente pois atrapalha muito qualquer socialização com as demais pessoas.



Então, quais são as formas de substituir o dente?

Já entendemos a importância dos dentes e como se perde um dente. Agora, vamos às soluções, e nesse caso temos três principais:

1) Usar um trabalho removível;

2) A famosa Ponte fixa;

3) Implante de dente ou implante dentário.

As duas primeiras formas de substituir um dente (prótese removível e fixa) já foram discutidas em nosso site e o texto pode ser encontrado aqui e aqui.

Resumidamente, a prótese removível tem como grande desvantagem não ser fixa, ou seja, temos que retirar e colocar durante o dia e também para realizar sua higienização. Podemos ter a “insegurança” ao falar e ao se alimentar devido a sua instabilidade.

A prótese fixa,  possibilita uma maior segurança já que temos uma estabilidade muito superior a removível. Porém, para substituir o dente ausente, temos que realizar um desgaste nos dentes adjacentes, que vão servir de apoio. Assim, dependendo do caso teremos que “sacrificar” um dente íntegro para apoiar a ponte fixa.

E a terceira opção e também, a melhor na maioria dos casos, é o implante dentário.

O implante de dente, mais conhecido como implante dentário, é a melhor opção atualmente para substituir o elemento perdido.

Mas o que é um implante dentário?

implante dentário

Primeiramente, ele é um “parafuso” feito de uma liga de titânio que é biocompativel com o tecido ósseo, portanto não temos rejeição.

Em segundo lugar, muita gente confunde o implante com a coroa dentária, pensando que ambas são a mesma coisa, mas na verdade isso são processos e fases diferentes do tratamento.

O implante dentário, tem o objetivo de substituir a raiz do dente perdido, ou seja, ele vai ser a base ou suporte para a confecção do dente (coroa). Nesse caso, a coroa dental, vai ser acoplada em cima desse implante.

Então, por que todo mundo fala que o implante dentário é superior a outros tratamentos?

A resposta é simples, primeiro porque o trabalho é fixo e segundo porque não precisamos desgastar nenhum dente para instalar o implante e a coroa do dente.

Maneiras de “turbinar“ sua mastigação com o implante dentário

Acho que dificilmente alguém queira perder algum dente, mas como visto acima, infelizmente isso ainda ocorre. Já se imaginou usando uma prótese removível? E pensando por outro lado, já imaginou uma pessoa deixando de usar uma prótese total removível e passando a usar um trabalho fixo sobre implantes?

Dessa forma, podemos ter os seguintes tipos de tratamento com implantes dentais:

1) Implante dentário unitário

Implante dentário

Esse caso é o mais comum em nosso consultório, a pessoa perdeu um dente, e precisa substitui-lo.

Neste caso (e em todos os casos) iremos realizar uma consulta inicial para analisar a condição do paciente, a região da perda (anterior ou posterior) vamos pedir exames complementares (tomografia, raio-x, exame de sangue) para assim planejar da melhor maneira a cirurgia do implante.

No implante unitário podemos realizar um implante imediato, com a extração do dente perdido e a colocação do parafuso imediatamente, na mesma cirurgia, o que diminui o tempo do tratamento.

Também podemos realizar a carga imediata (continue lendo mais abaixo) e colocar um dente provisório junto com a colocação do implante.

2 ) Implante Dentário múltiplo

Implante dentário

No implante dentário múltiplo ao invés de substituir um elemento dentário, realizamos uma ponte sobre implantes.

Nesse tratamento, o paciente perdeu mais de um dente, e em determinados casos não podemos ter um implante para cada dente, assim realizamos menos implantes que dentes a serem substituídos, portanto algum elemento dentário ficaria suspenso .

 

3 ) Prótese protocolo ou prótese total fixa sobre implantes

implante dentário

Quando ocorre a perda de todos os dentes, antigamente a única solução era o uso da prótese total (dentadura). Atualmente, podemos substituir essa dentadura removível por um trabalho fixo sobre implantes, a chamada prótese protocolo.

A grande vantagem é a de termos mais estabilidade e segurança ao falar e mastigar. Assim, planejamos os implantes (em média de 5 a 8) e sobre eles colocamos uma prótese fixa. O importante é saber que não é um implante por dente.

Vídeo sobre implante dentário

E a carga imediata? Posso fazer?

Carga imediata nada mais é do que a colocação da coroa provisória (dente) imediatamente após a cirurgia. Porém, nem todos podem ter esse tipo de tratamento.

Essa condição vai variar muito da região do implante colocada: região anterior superior (mais estética e menos força mastigatória) e  regiões posteriores (menos estética e mais força ).

O grande limitador é o torque do implante, ou seja, qual a força que o implante foi ancorado ou travado no osso. Se essa força foi muito baixa, não podemos colocar um provisório sobre o implante pois o risco de perder esse implante é muito alto. Assim, temos que esperar a osseointegração do implante, que é em torno de 3 a 6 meses.

Problemas e desvantagens 

desvantagens implante de dente

Pessoalmente, uma “desvantagem” é que para a realização do implante dental, temos que passar por uma cirurgia. Isso, aliado ao medo de dentista , gera um grande desconforto ao cliente o que pode fazer com que ele não queira realizar a cirurgia, mesmo com todas as vantagens.

Outro grande problema é quando temos pouco ou nenhum osso presente na maxila ou mandíbula. Nessas condições o implante dentário não pode ser instalado pois é preciso do osso para a ancoragem do implante. Assim, em determinados casos, teremos que realizar um enxerto ósseo prévio ou junto com a colocação do implante.

Por último, o famoso problema, que todos perguntam, “Dr. mas o implante de dente tem rejeição?”

A resposta é simples, não !

O implante é biocompativel com o organismo, portanto não há a rejeição. Podemos perder o implante, mas  isso acontece principalmente por alguma infecção da região, pela falta de  ancoragem óssea ou por uma carga (força) muito grande no implante. Nesses casos, temos que analisar qual foi o problema para planejar um novo implante.

 

Abs,

Davi Frossard