Carga imediata em implantes dentários, é sempre possível ?

Carga imediata em implantes dentários, é sempre possível ?

Por Davi Heringer Frossard
clareamento dental estética

Os implantes dentários já estão na odontologia há bastante tempo sendo usados em larga escala e com altas taxas de sucesso.

A carga imediata em implantes já não é uma novidade e é efetuada no momento da instalação do implante.

Muitos pacientes chegam ao nosso consultório com dúvidas sobre esse tipo de tratamento, portanto este texto visa abordar os pontos básicos e tentar sanar as dúvidas do público em geral.

Em primeiro lugar, o que é carga imediata em implantes?

carga imediata em implantes

Carga imediata é a colocação de um dente (coroa provisória) diretamente sobre o implante logo após a cirurgia, ou seja, o paciente já sai da cirurgia com o ‘dente fixo’ no implante.Em raras ocasiões iremos confeccionar o dente definitivo diretamente sobre o implante.

Além disso, existem alguns parâmetros básicos para o uso dessa técnica e também a colaboração do paciente é essencial para não ocorrer nenhum problema com o tratamento.

3 fatores positivos para o uso da carga imediata

carga imediata em implantes dentários

1 – Provisório direto sobre o implante

A grande vantagem do uso da carga imediata é sem dúvida a colocação do dente provisório diretamente sobre o implante, principalmente em área estética como ocorre na ausência de dentes anteriores, beneficiando assim o sorriso do paciente.

2 – Menor tempo de tratamento

Outra grande vantagem é obviamente o menor tempo de tratamento, pois, ao invés de esperarmos o tempo de 3 a 6 meses para colocar carga no implante (usar uma coroa provisória), nos já podemos instalá-la no ato cirúrgico.

3 – Estética e conforto

Esse terceiro fator está intimamente ligado com os demais. Afinal, o uso da carga imediata já possibilita uma estética superior do que se fosse ficar sem o dente em questão. O conforto esta justamente por não precisar usar algum tipo de prótese removível, já que o dente estará fixo nos implantes.



3 Fatores que inviabilizam a carga imediata em implantes

1- Falta de travamento do implante no osso

Para o implante estar apto a receber a carga imediata, ele tem que ter um travamento mínimo no osso.

O que isso quer dizer?

Quando instalamos o implante dentário ele pode ter um torque (travamento) no osso maior ou menor e isso depende de uma série de fatores relacionados ao caso e ao paciente.

Portanto, somente casos onde esse travamento foi adequado poderemos utilizar esta técnica.

2 – Depende da localização do dente

No caso da carga imediata, damos preferência ao uso em dentes anteriores . Primeiramente, porque é a área onde a estética é mais importante e em segundo lugar é onde as forças mastigatórias são menores, ocasionando menor trauma no implante e também menor possibilidade de perda.

3 – Limitações específicas do caso

A frase ‘cada caso é um caso’ se aplica aqui!

Para o uso desta técnica, temos que avaliar com bastante cuidado qual o tipo de tratamento iremos realizar, pois existem muitas outras limitações que teremos que analisar com calma junto ao paciente.

Vídeo Carga Imediata

Limitações da carga imediata em implantes

Implante dentário - Carga Imediata

Existem limitações ? Claro.

Estamos lidando com uma situação em que o implante não está ancorado de forma ‘definitiva’ ao osso, ou seja, ainda vai ocorrer o processo da osseointegração.

Assim, para “proteger” o implante contra forças indesejadas que podem levar a perda do mesmo, temos que seguir alguns critérios.

Primeiramente temos grandes chances de que o dente provisório vai fique em tamanho menor do que os demais, justamente para evitar o toque durante a mastigação com o dente antagonista e assim evitar uma força excessiva.

Em segundo lugar, o paciente tem que ter a consciência que é um dente provisório sobre um implante recém colocado. Portanto, deve-se evitar a mastigação de alimentos duros sobre a região a fim de preservar o implante.

Conclusão

Temos que ter em mente que a carga imediata em implantes é uma realidade e que podemos utilizar durante o dia-a-dia. Porém, temos que analisar cada caso em particular seguindo alguns critérios pré-estabelecidos para o sucesso a longo prazo do implante.

att,

Davi Frossard

Sobre o autor

Davi Heringer Frossard

Formado na UERJ, Dr. Davi Heringer Frossard atua e possui especialização em Implantodontia pela Faculdade São Leopoldo Mandic. É um profissional que valoriza a renovação dos conhecimentos e, para tal, frequentou vários cursos, como atualização em cirurgia periodontal em Bauru, cirurgia oral menor e atualização em restaurações estéticas pela PUC. Na área acadêmica, leciona Implantodontia em cursos de pós graduação.

3 Comentários em “Carga imediata em implantes dentários, é sempre possível ?

  1. Janete C mendes de lima disse:

    Coloquei os pinos , mas estou com perda ossea6.A dentista já colocou outro implante pino.Fez enxerto.segundo ela eu continuo com perda.posso perder os implantes.uso prótese superior.Vou fazer uma radiografia pra ver como está.Rezo todos os dias para que dê certo.pois ja5 faz bastante tempo que estou nessa luta.Tenho 61 ANOS MAS GOZO DE BOA SAÚDE .POR FAVOR GOSTARIA DE SUA OPINIÃO.ALEM DO GASTO FINANCEIRO AINDA SOFRO COM A IDEIA DE PASSAR POR TUDO NOVAMENTE.OBRIGADA..

    1. Davi Frossard disse:

      Olá Janete,

      Para realizar implantes dentários é preciso que se tenha osso para sua ancoragem. Caso isso não ocorra é preciso realizar algum tipo de enxerto ósseo. Após a instalação do implante é preciso acompanhar eles através de exame de imagem.

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Google+