Estamos vivendo por mais tempo!

Os números apresentados pela nações unidas mostram que “1 em cada 9 pessoas no mundo tem 60 anos ou mais e estima-se um crescimento para 1 em cada 5 por volta de 2050”.

No Brasil este fenômeno também ocorre. Segundo a pesquisa de 2011 do IBGE a população de idosos (acima de 60 anos), somam 23,5 milhões de idosos o dobro da pesquisa de 1991 quando se contabilizava 10,7 milhões de pessoas.

Alguns chegam à terceira idade com a saúde boa, em ordem e aparentemente sem nenhum problema mais grave. Outros, porém, apresentam alguma enfermidade, dentre eles, problemas dentários.

Como o foco deste site é a odontologia, quero mostrar os problemas que você pode ter na melhor idade e como preveni-los. Se você já se encontra nessa faixa e apresenta estes quadros, fique atento com sua saúde bucal e saiba como cuidar bem dela aqui.

Saúde bucal do idoso – Um trabalho Multidisciplinar

saúde bucal do idoso

O que eu quero dizer com isso?

O atendimento não deve ser focado apenas nos problemas bucais, devemos ter um histórico médico completo do paciente pois, conhecendo os problemas gerais de saúde e/ou contactando seu médico, podemos conhecer suas limitações e assim oferecer um tratamento mais adequado. O objetivo a ser alcançado é a saúde bucal do idoso!

Por que eu digo isso?

Primeiro motivo:

Problemas de ordem sistêmica podem causar problemas bucais nos idosos. Muitos medicamentos usados para controlar a diabetes ou a hipertensão podem causar xerostomia ( falta de saliva ), que é um dos principais problemas na saúde bucal do idoso.

Segundo motivo:

Problemas bucais também podem prejudicar ou atenuar alguma desordem sistêmica. Sabe como?

Por exemplo, a ausência de dentes acarreta na dificuldade de mastigação e formação bolo bolo alimentar de forma correta. Como efeito disto, o paciente pode apresentar desordem no seu sistema gastro-intestinal como dificuldade de digestão .

Terceiro motivo:

O tratamento de complicações bucais é mais melindroso em qualquer paciente com doença sistêmica pelos cuidados que elas necessitam. Na maior idade, tais desordens demandam cuidados mais específicos e com isso podem limitar movimentos e deslocamentos do paciente. Portanto complicações bucais podem ser mais complexas para serem cuidadas, mesmo elas sendo simples.

Alguns dos principais problemas na saúde bucal do idoso são:

1) Xerostomia 

Como dito antes, a falta de saliva é um dos grandes problemas na saúde bucal do idoso. A saliva é importante para a proteção dos dentes, sem ela os dentes ficam mais suscetíveis a cáries e a lesões na mucosa

2) Cáries de raiz

Com o passar da idade, podemos ter a retração da gengiva, expondo regiões da raiz. Se não houver uma correta orientação para a higiene bucal do idoso, pode-se ter cáries nessa região e o tratamento desse problema é mais complicado.

3) Problemas de adaptação da prótese

Quando se chega a idades mais avançadas, é muito provável que você tenha passados por diversos procedimentos dentários, alguns tem coroas, outros implantes e muitos usam prótese total. O problema é que em muitos casos a prótese está desadaptada, o que compromete a mastigação efetiva.

4) Doença periodontal 

A saúde bucal do idoso pode ser muito afetada pela dificuldade na higienização dos dentes. Isso pode causar diversos problemas, sendo a doença periodontal um dos mais comuns.



Na terceira idade podemos realizar todos os procedimentos dentários ?

saúde do idoso

Essa pergunta é comum nos consultórios dentários principalmente em casos de cirurgia para implante.

A reposta é sim. Desde que controlado e liberado pelo médico, todos os procedimentos podem ser realizados.

Provavelmente você deve ter dúvida em relação a procedimentos realizados em idosos. Mas vamos pensar, é melhor trocar uma prótese removível que machuca e não deixa você de se alimentar corretamente ou trocar por uma prótese fixa sobre implante que possibilita a correta mastigação ?

A mastigação ineficaz impede boa absorção dos nutrientes da dieta, função muito importante para fortalecer a saúde dos idosos. Os médicos orientam o idoso manter uma dieta balanceada, consumir muitas fibras, mas se os dentes, ou a prótese, não estão bem, a pessoa não consegue seguir essas orientações.

Porém, antes de tudo a correta prevenção deve ser feita. Com o diagnóstico antecipado, podemos impedir uma série de desconforto que podem prejudicar a saúde da pessoa.

Posteriormente todos os principais procedimentos, como uso de prótese, endodontia, periodontia ou implantes, podem e devem ser realizados visando uma melhor qualidade de vida pra você.

Odontologia para cada idade 

higiene bucal do idoso

Em cada fase da vida temos problemas e necessidades diferentes .

O cuidado na saúde bucal do idoso demanda um cuidado diferente pela abordagem multidisciplinar do caso. Porém, não se deve ter medo ou conviver com dificuldades na mastigação. A odontologia possibilita uma enorme quantidade diferente de tratamentos que viabilizam o conforto e a qualidade de vida que você necessita.

Se esse for o seu caso, procure aumentar sua qualidade de vida, com um trabalho dentário de qualidade.

 

Att, MD Frossard Odontologia