Bruxismo atualmente é diagnosticado de forma rotineira nos consultórios dentários. Assim, é comum encontrar pacientes que tiveram um desgaste grande dos dentes ou que estão da fase ativa da doença. Isto está muito relacionado ao nosso estilo de vida atual.

Nesse texto você verá o tratamento do Bruxismo, assim como suas causas e consequências.

O que seria o Bruxismo

bruxismo causas

Bruxismo é um ato parafuncional de ranger os dentes de forma rítmica durante o sono e também durante o dia. Esse ranger dos dentes leva a conseqüências maléficas ao corpo, como o desgaste quase completo dos dentes, dores articulares ou musculares.

Ele pode acontecer em todas as idades, desde adultos até crianças, e sua incidência é maior em mulheres do que em homens.

A forma mais comum de bruxismo é durante o sono, quando o paciente não tem controle de sua musculatura. Durante o dia também pode acontecer o ranger dos dentes de forma involuntária. Este último é mais fácil para a pessoa notar o hábito deletério e parar.

A intensidade pode variar entre os dias/noites, podendo ser mais severo em dias de maior tensão.

É estranho, mas existe criança com bruxismo. Esse quadro pode acontecer sobretudo por causa de algum estresse que a criança possa estar passando. Além disso, fatores hereditários ou alimentação incorreta também influenciam.



Quais são os fatores que levam ao bruxismo 

Estudos mostram que o estresse é o grande vilão do bruxismo. Nosso estilo de vida, cada vez mais corrido, gera uma carga grande de ansiedade e cansaço o que leva a hábitos parafuncionais.

Outro fator citado é a oclusão (“encaixe dos dentes”). Quanto se tem contatos dentários de forma errada, pode ocorrer uma força maior em determinado dente, podendo levar a um colapso em toda a estrutura mastigatória. A oclusão ineficiente também tem origem na perda de elementos dentários e a não reposição deles.

Muitas pessoas não sabem que tem esse hábito deletério e o fazem inconscientemente, até um dentista diagnosticar e começar um tratamento para seu controle.

Também se pode descobrir o bruxismo quando alguém comenta que elas fazem um horrível som de ranger de dentes enquanto estão dormindo.

Conseqüências do bruxismo 

desgaste bruxismo

A conseqüência mas comum é o desgaste dos dentes.

Podemos ter desgastes menores ou maiores levando a completa destruição dos dentes, existem casos aonde o bruxismo foi tão severo que o paciente não apresenta mais a estrutura dentária. Nesses casos temos que reabilitar totalmente a mastigação do paciente.

Outras conseqüências são :

1) Dores de cabeça.

2) Zumbidos no ouvido.

3) Dores nos músculos da face e articulação ( ATM )

4) Alterações no sono.

5) Disfunção temporomandibular e dor orofacial

As dores de cabeça e nos músculos da face são fatores bem comuns em pacientes com bruxismo. Ao realizar o “apertamento” dos dentes, todos os músculos são tencionados de maneira contínua, gerando um desconforto muito grande no dia seguinte.

Tratamento do Bruxismo

bruxismo tratamento

Primeiramente deve-se realizar o controle do estresse e da ansiedade. Depois, após uma avaliação pelo dentista, a utilização de placa miorelaxante mais apropriada.

Essa placa é feita sob medida para o cliente, ela é rígida e os contatos dentários são todos equilibrados melhorando a oclusão (mordida) da pessoa. Além disso, quando ocorre algum desgaste, acontece na estrutura da placa e não nos dentes. Por isso, ela deve ser trocada e reavaliada pelo dentista constantemente.

O acompanhamento pelo dentista também é fundamental para que se escolha a melhor forma de restaurar os dentes injuriados pelo bruxismo.

O paciente também deve ser motivado a realização de exercícios físicos, que além de contribuir positivamente para a saúde do corpo de maneira geral, também alivia o estresse .

Att,

Davi Frossard