Com uma preocupação cada vez maior dos brasileiros com toda a sua saúde, mas também com o cuidado estético, nós somos o país com o maior número de profissionais da área de Odontologia.

Segundo o Conselho Federal de Odontologia (CFO), esse número cresceu cerca de 42% em apenas oito anos. Isso mostra como a procura tem sido grande, o que revela a importância que as pessoas dão a ter um sorriso bonito, branquinho e com dentes saudáveis.

Entretanto, apresentar esse sorriso não é possível sem alguns cuidados diários com a nossa saúde bucal. Afinal, não queremos apenas deixar o nosso sorriso bonito, como queremos estar saudáveis.

E, no final das contas, uma estado de saúde satisfatório começa pela boca: seja pelos cuidados dos dentes e da gengiva, como também pelo que nós ingerimos.

Confira o conteúdo para saber um pouco mais sobre os principais cuidados que não devemos deixar de lado!

1 - Beba bastante água!

Beber bastante água não é recomendado apenas por médicos, mas também pelos outros profissionais da saúde, como os dentistas. Isso porque o consumo de água faz a diferença em relação à saúde bucal.

Sabe a saliva que você tem na boca? Ela é essencial para cuidar dos dentes e da gengiva, além de ajudar a prevenir diferentes doenças bucais, causadas por inúmeras das bactérias que existem em nossa boca.

Por isso, beber aqueles dois litros de água recomendado pelo seu médico pode fazer diferença também para os seus dentes.

Sendo assim, é essencial que a saliva esteja em quantidades normais, para que não prejudique em questões diárias e fundamentais, como a mastigação e a deglutição, como também para a prevenção de doenças como as cáries e a gengivite.

2 - Cuide da sua higiene bucal

Sabe aquela história que contamos para as crianças: devemos escovar os dentes ao menos três vezes por dia, senão um bichinho vai comer todo ele?
Bom… A história é basicamente a mesma. Devemos priorizar para que as escovações sejam feitas após as principais refeições, como o café da manhã, almoço e janta.

Dessa forma, os alimentos que ficam presos entre os dentes, gengiva e até mesmo na língua, não contribuem para a proliferação de bactérias, o que pode causar doenças quando o caso é prolongado.

Além disso, é importante atentar-se a algumas questões sobre os produtos que você utiliza durante a escovação.

A - Escova de dente

Você sabia que não ter a escova certa para você pode estar fazendo mal a sua saúde bucal?

O mais recomendado pelos profissionais responsáveis por uma clínica dentária é que sejam usadas escovas com as cerdas macias ou até mesmo as ultramacias, que por possuírem cerdas mais delicadas e em maior quantidade, não causam tantas lesões nas gengivas e diminui a erosão do esmalte dentário.

Além disso, é importante que você troque a escova pelo menos uma vez a cada três meses. Isso porque o uso prolongado de uma, pode fazer com que você tenha alguns problemas.

O primeiro ponto é que muitas vezes as escovas não secam direito, o que pode causar pequenos pontos de mofo com o tempo. Além disso, ao deixá-las no banheiro sem nenhuma proteção, pode entrar em contato com os germes do local.

Da mesma forma, as cerdas já não são mais as mesmas em três meses, o que pode fazer com que ela perca a eficiência. E ah! Se você ficar doente, é bom trocar de escova logo em seguida, uma vez que as bactérias podem ficar presa nas cerdas, fazendo você se reinfectar.

B - Creme dental

A escolha do creme dental também é essencial para que a nossa saúde bucal esteja em dia. A primeira indicação é sempre escolher aqueles que contenham flúor!

Isso porque o flúor possui minerais que são fundamentais para a saúde do dente, prevenindo a desmineralização que pode causar as cáries.

Entretanto, é muito importante que a pasta de dente não seja engolida, principalmente durante a infância. O excesso, ao ser ingerido, pode causar uma condição dentária chamada fluorose, que causa manchas esbranquiçadas ou amarronzadas nos dentes, ficando assim por toda a vida.

3 - Passe o fio dental

Para ter uma boa saúde bucal, é essencial passar o fio dental pelo menos uma vez por dia. Dessa forma, os restos de alimentos que ficam presos entre os dentes e que a escova não alcança, podem ser retirados da maneira adequada.

O seu excesso faz com que tenha uma maior proliferação das bactérias, que se acumulam entre os dentes e próximos à gengiva, criando o biofilme, conhecido também como a placa bacteriana.

Nessa fase, é possível remover o biofilme em casa, usando o fio dental diariamente. Entretanto, caso a placa se acumule, pode se endurecer e se transformar no tártaro, que possui uma aparência um pouco mais escura e apenas pode ser retirado no consultório odontológico.

Além disso, o biofilme pode causar doenças bucais, como a periodontite que é uma inflamação nos tecidos do dente, que causa a retração gengival e, quando não tratada, pode levar a perda do dente.

4 - Vá ao dentista

Esse é um cuidado extra, que apesar de ser feito uma vez a cada seis meses, tem uma influência direta na nossa saúde bucal e nos cuidados de todos os dias.

Não é porque você acredita que a sua boca está saudável, que você está livre do consultório, viu? Pelo contrário, as limpezas realizadas na sala do dentista são essenciais para que você fique livre de doenças por muito mais tempo.

E isso deve ser feito desde a infância, a partir dos seis meses já é possível levar o seu filho ao odontopediatra. Você pode pensar que essas duas consultas por ano são muitos gastos, já que sempre estão presentes também alguns procedimentos em cada visita.

Entretanto, realizar esses cuidados periodicamente acaba saindo muito mais barato do que ter que pagar por cirurgias e extrações dos dentes.

Além disso, sempre é possível investir em um convênio odontológico, para que também em casos de emergência, você saiba exatamente para onde correr.

Cuide da saúde de todo o seu corpo

Você viu que cuidar da saúde dos seus dentes e da sua boca não é tão difícil assim? Além disso, os seus benefícios são muitos, uma vez que podem influenciar diretamente na causa de outros problemas de saúde, como o parto prematuro nas grávidas e a endocardite.

Muito mais do que ter sorrisos bonitos, queremos estar saudáveis, não é mesmo? Investir nisso, é também pensar no seu bem-estar, uma vez que estar livre de problemas e doenças têm um impacto positivo também na nossa saúde mental.

Por isso, siga todas essas dicas com cuidado e paciência, além de não pular nenhum detalhe! Outro ponto importante é sempre ouvir as recomendações do seu dentista.

É possível encontrar bons profissionais através de indicações de amigos, por convênios e até mesmo por conta dos benefícios empresariais de onde você trabalha.

O importante é estar sempre saudável!

Conteúdo produzido por Letícia Eleutério | Produtora de conteúdo na Ideal odonto