julho 2018 - MD Frossard Odontologia

Clareamento a laser – Será que funciona mesmo ?

O clareamento dental é um dos procedimentos estéticos mais realizados nos consultório dentários. Primeiro por sua facilidade e segurança e segundo pelos ótimo resultado alcançado. 

Existem basicamente duas modalidades de clareamento, o chamado clareamento a laser e o clareamento caseiro. 

Nesse texto eu quero focar na explicação do clareamento a laser. 

Continue lendo para saber :

  • Qual o papel do laser no clareamento.
  • Como é realizado esse tratamento.
  • Vantagens e desvantagens.
  • Sensibilidade e o clareamento a laser.

Clareamento a laser é a laser mesmo?

O chamado laser, realizado durante o clareamento, cada dia tem sido menos usado. Antigamente, era normal usar uma luz diferenciada, porém, novos estudos mostram que o uso do “laser” não traz vantagens para a mudança de cor no dente. Podendo inclusive causar mais sensibilidade dental. 

Por isso, em muitas clínicas o nome de clareamento a laser tem sido trocado para clareamento de consultório. Nesse caso, apesar de não se usar o laser, os procedimentos vão seguir a mesma regra. 

Entretanto, ainda precisamos usar o fotopolimerizador ( a famosa luz azul ) para “endurecer” a barreira de proteção da gengiva. 

Como ele é feito ?

clareamento a laser

Antes de iniciar o tratamento, devemos realizar fotos da arcada dentária. Elas vão servir de referencia inicial para a comparação da cor final obtida. 

Como o gel usado para clarear o dente pode ser irritante a gengiva é preciso protege-la com uma barreira de silicone. Para isso, usamos a luz do fotopolimerizador. 

O clareamento a laser se inicia com a aplicação do gel sobre o dente. Ele deve ficar em contato com o dente de 10 a 15 minutos e pode ser trocado entre 2 a 3 vezes por sessão. 

Benefícios e desvantagens

O benefício mais fácil de se notar é o resultado final, ou seja, o dente mais branco com uma estética melhor. Além disso, o resultado do tratamento pode ser rápido e com poucos problemas. 

A desvantagem é a sensibilidade, já que a concentração do gel é maior do que a usada no clareamento caseiro. Esse problema pode ser contornado com o uso de uma pasta que diminui a sensibilidade. Em casos mais acentuados, deve se realizar a consulta de clareamento com menos tempo de cadeira. 

Existem ainda algumas limitações. O clareamento só deixa branco o dente hígido, ou seja, onde não se tenha resina ou coroa. Nesse caso, talvez seja preciso trocar a restauração para igualar a cor. 



Conclusão 

Pela facilidade de uso e relativos poucos problemas, o clareamento a laser ou de consultório pode ser feito com segurança apresentando ótimos resultados. 

Se você quiser saber mais sobre o clareamento dental, leia o nosso guia completo sobre o tema.

Google+