Março 2018 - MD Frossard Odontologia

Gengiva Inchada – 3 Dicas para melhorar

A gengiva inchada é um problema recorrente que pode ocasionar desconforto constante em nossa boca. E quando soma-se a isso o sangramento e dor na região afetada? Desconfortável demais, não é mesmo?

Existem diversos fatores causais e dependendo de qual seja, o tratamento pode ser totalmente diferente. Como exemplo de causas, a mais comum é a higiene bucal inadequada. Porém, fatores hormonais, o cigarro, o uso de certos medicamentos e até tratamento de quimioterapia são outras causas para se ter a gengiva inchada.

A melhora gengival só é viável quando sabemos a causa do problema. Entretanto, gostaria de compartilhar 3 dicas práticas.

Higienização Bucal através da Escovação

O fator principal para a gengiva inflamada é o acúmulo de placa bacteriana na superfície do dente/ gengiva. Isso ocorre por uma deficiência na escovação e no uso de fio dental. Na falta desta correta higienização, os alimentos se acumulam no dente, inflamando a gengiva. Isso irá causar o sangramento e o inchaço da região.

Se isso não for corrigido, a longo prazo poderá ocasionar perda óssea e até a perda do dente em casos mais graves.

Portanto a dica é: escove o dente da maneira correta e constantemente.

Não negligencie esta etapa. Caso durante o dia a rotina seja corrida e não haja tempo ou local apropriado para executar estas ações, eleja a o horário da noite, antes de dormir, para executar uma “faxina” com uma bela higiene bucal.

Com paciência e disciplina, essa rotina será cada vez mais fácil de ser executada.

Veja nosso texto sobre como realizar uma perfeita escovação.

Uso do fio dental para melhorar a Gengiva Inchada

Gengiva Inchada

Muitos o esquecem, mas o fio dental é tão importante quanto o uso da escova dental. Existem muitos casos onde o sangramento e o inchaço da gengiva acontecem entre um dente e outro, justamente onde o fio dental deveria ser usado para limpar a região.  

Portanto a segunda dica é: use o fio dental todo dia.

A forma correta é guiá-lo com os dedos até o encontro da gengiva com seu dente, de forma gentil, para remover toda a sujeira que se encontra acumulada nesta região e em toda a superfície dentária não alcançada pela escova. Faço esta lembrança pois muitas pessoas acreditam que passar o fio apenas no contato entre os dentes, já é suficiente e assim negligenciam a parte gengival. Dessa forma, mesmo que o dente não tenha nenhum dente vizinho “colado”a ele, o fio dental deve ser usado para higienizar a região de sulco gengival (onde a gengiva toca o dente).

O uso do fio pode ser difícil e demandar mais tempo. Porém, se for usado pelo menos antes de dormir, já é um grande início.

 

 

Ir ao dentista

A prevenção sempre é a forma mais eficaz e mais barata para evitar e solucionar problemas de saúde. Assim, consultas periódicas ao dentista são essenciais para diagnosticar a causa e assim tratar corretamente sua gengiva.

Saber a causa é fundamental quando já se tem a gengiva inchada, somente uma boa escovação e o uso do fio dental podem não ser suficientes. Outros fatores devem ser investigados pois, além de termos que indicar uso de medicações, poderemos ainda ter a necessidade de agir sobre desordens sistêmicas (por exemplo: doenças crônicas, hormonais, efeitos colaterais de medicações sistêmicas) com o auxílio do médico do paciente.

Com o correto diagnóstico, o tratamento é facilitado e o problema é solucionado.

Portanto, a terceira dica é: vá ao dentista e previna-se.

Se ainda tiver alguma dúvida, é só deixar um comentário logo abaixo.

 

Google+