fevereiro 2016 - MD Frossard Odontologia

5 Causas Comuns do Mau hálito – A 3ª é a mais desconhecida

Provavelmente você já passou pela situação de conversar com alguém e esta pessoa apresentar mau hálito. Essa é uma situação desconfortável.

Porém, você já imaginou que a pessoa com o hálito alterado pode ser você ?

O má notícia sobre o mau hálito é que ele pode atingir cerca de 30% a 50% da população, sendo que em 90% dos casos a origem do problema está na boca.

Além disso, a pessoa que apresenta a halitose não percebe o odor alterado. Já que as células responsáveis pelo olfato nos humanos se acostumam com o odor se ele for constante.

5 Causas do Mau Hálito

Existem mais de 60 causas para a halitose, a maioria está relacionada a cavidade bucal.

Além disso a halitose não é uma doença, mas pode denunciar a ocorrência de alguma alteração ou problema de saúde.

1 – Má Higiene Oral 

A higiene oral é uma das causas mais comuns para o mau hálito. O acúmulo de alimentos pela falta da escovação correta dos dentes, além de alterar facilmente o odor do hálito, causa problemas periodontais, como a gengivite.

O que muitos não sabem (ou esquecem) é que a língua deve ser escovada, eliminando a saburra lingual (placa esbranquiçada que se forma no fundo da língua) e evitando a proliferação de bactérias.

2 – Uso de próteses removíveis

As próteses devem ser limpas e retiradas para dormir. A limpeza deficiente da prótese, além de causar inflamação nos tecidos circundantes, causa alteração do odor do hálito.

3 – Boca ressecada ou Xerostomia

A falta de saliva além de deixar os dentes mais susceptíveis a cárie, também é um dos grandes vilões na halitose.

A boca ressecada, facilita a formação da saburra lingual, que é composto de resto protéicos alimentares e salivares e bactérias e que atua negativamente no odor do hálito.

Para ler mais sobre esse problema, clique aqui.

4 – Doenças sistêmicas 

São problemas mais graves que devem ser acompanhados junto ao médico.

Como exemplo temos diabetes, problemas pulmonares , insuficiência renal / hepática e o distúrbio gastrointestinal.

5 – Paciente em Dieta

Quando não nos alimentamos corretamente ou ficamos longos períodos sem se alimentar, podemos apresentar halitose. Uma alimentação balanceada é o ideal.

Como Prevenir a Halitose 

mau hálito

A grande dica aqui é a correta escovação dos dentes.

Isso irá impedir o acúmulo de alimentos nos dentes e na língua . Nesse caso, devemos realizar um exame detalhado da boca, dos dentes e verificar a presença da saburra lingual. Além disso, devemos verificar a presença de próteses com deficiência na limpeza.

Outras dicas são :

  • Não ficar longas horas sem se alimentar. Fazer refeições de 4 em 4 horas, e de preferência com alimentos fibrosos, para estimular a salivação.
  • Beber bastante líquido durante o dia para estimular a produção de saliva e evitar a boca seca.
  • Ter uma alimentação saudável e balanceada, evitando alimentos que alterem o odor do hálito.
  • Procurar atendimento médico em caso de doenças sistêmicas e que causem halitose.

 

 

Tratamentos para o Mau Hálito

halitose

Primeiramente, precisamos saber qual a origem do problema.

Como grande parte da alteração do hálito esta relacionada com a região bucal pela incorreta escovação dos dentes, o paciente deve procurar um dentista para melhor diagnóstico.

Nesse caso, é preciso orientação sobre a forma correta de escovação dos dentes. Se for constatada maiores problemas como a periodontite, o tratamento adequado deve ser feito.

Além disso, é preciso verificar qual o tipo de alimentação que o paciente realiza e qual a frequência que ele ingere água. Nesse caso, é preciso mudar o hábito de alimentação.

Se for constatado um problema maior, deve-se procurar um médico.

Conclusão

A halitose pode acontecer com qualquer pessoa, porém o mais importante é que pode ser tratada.

Com a correta orientação podemos eliminar esse desconforto e voltar a dar segurança para você ao sorrir e falar.

Neste blog temos várias informações em textos sobre problemas que acometem as gengivas e que contribuem para o surgimento da halitose.

Fique a vontade e explore!

 

Google+