janeiro 2015 - MD Frossard Odontologia

A saúde bucal do brasileiro é boa?

Em recente reportagem da revista Veja, podemos comprovar o que já vemos no dia a dia.

O Brasileiro cuida muito mal de sua saúde bucal.

A reportagem é interessante, e no decorrer dela temos um levantamento sobre a saúde bucal da população brasileira. A pesquisa foi realizada pela revista SAÚDE e ouviu 1818 homens e mulheres, de todas as regiões do brasil e 78% pertenciam às classes A e B.

Tabela revista Veja

Agora vamos analisar os resultados apresentados na pesquisa.

Antes de tudo, devemos ressaltar o fato de que a  pesquisa foi realizada com quase 80% de pessoas pertencentes a classe A ou B, ou seja, com uma parte da população que tem acesso a informação e poder aquisitivo para buscar tratamento dentário com qualidade.

Um dos pontos que mais me chamaram a atenção no texto foi o de que quase metade da população não considera importante ir ao dentista regularmente.

Atualmente, o que mais temos conversado com nossos pacientes é a respeito da importância da revisão semestral ou até anual, tendo em vista a saúde e o conforto do próprio paciente.

Vamos parar para refletir um pouco agora, qual são as duas principais causas que levam as pessoas ao dentista ? Pela nossa rotina clínica, seria a dor ou questões estéticas.

Em relação a dor, não seria muito melhor diminuir a chance de ter desconforto? Com certeza sim. Digo isso pois indo ao dentista regularmente, podemos identificar problemas na fase inicial e tratar rapidamente antes que se torne um problema maior. Além disso, o tratamento se torna mais barato e rápido. Confira aqui .

Revista Veja saúde bucal

Outros dois pontos que devem ser analisados com cuidado são os 38% que não usam o fio dental e os 23% que não escovam os dentes antes de dormir. Os dois principais problemas que temos em nosso consultório no dia a dia são a cárie e a reclamação de gengiva sangrando ou doença periodontal. E esses dois problemas estão relacionados diretamente com esses dois pontos da pesquisa.

O uso do fio dental é de suma importância na higiene oral, a escovação em si não consegue remover totalmente os restos alimentares que ficam entre os dentes, por isso o fio dental é importante. O não uso dele, é a razão de muitos problemas periodontais ou de cáries interproximais.

O ponto da pesquisa  sobre “não escovar os dentes antes de dormir” é bem alarmante. Digo isso, pois a noite é quando temos a diminuição do fluxo salivar, que atua como uma proteção aos dentes, consequentemente se cria um ambiente mais propício para instalação da doença cárie. Portanto, antes de dormir é a hora mais importante para se realizar a higiene bucal com cuidado e atenção

O terceiro ponto que queria abordar dessa tabela é que quase 60% das mães só levaram o filho ao dentista entre os 2 a 11 anos de idade.

Com 10 anos muita coisa já aconteceu na dentição da criança, desde o nascimento e a perda de dentes decíduos até o nascimento de dentes permanentes e , em situações mais graves, até o início de um problema maior, como uma cárie.

O importante é o que mencionei antes, prevenção !

Desde cedo, temos que levar nossos filhos a consultas de revisão. Assim, além de criar um hábito positivo em nosso filhos estaremos protegendo seus dentes.

Saúde Bucal e a relação com o corpo 

Na segunda parte da reportagem vemos que a boca pode estar relacionada com diversos outros problemas de saúde do corpo. Digo isso, pois em nossa saliva temos mais de 150 milhões de bactérias e que a boca fazendo parte do nosso corpo, as bactérias também estão em circulação por todo o nosso sistema.

Para cada problema mencionado, precisamos de um texto para explicar todos os detalhes, por isso aqui iremos apenas citar e explicar algumas características da influência da saúde bucal no organismo.

saude bucal e o corpo

Os principais problemas que podemos ter são problemas cardíacos, Gastrite, Diabetes e Problemas respiratórios.

A principal ligação entre essas doenças é a relação com as bactérias presentes na doença periodontal, pois algumas também estão presentes nos problemas citados acima.

Vamos pegar por exemplo os problemas cardíacos com o exemplo dado pela própria revista veja, “quem é suscetível a distúrbios do coração e sofre também de periodontite tem 25% mais probabilidade de desenvolver a endocardite bacteriana, inflamação grave da película que envolve o coração..”

Só por esse exemplo já devemos ficar atento com a influência da saúde bucal no organismo, mas ainda temos outros exemplo como a diabetes, em que as substâncias inflamatórias que a doença periodontal produz aumentam a resistência a insulina.

Concluindo, a saúde bucal é importante e devemos diminuir hábito deletérios, como a não escovação dos dentes antes de dormir ou o não uso do fio dental, para assim termos saúde não somente da boca, mas do corpo inteiro.

Att,

Davi Frossard


Google+