dezembro 2014 - MD Frossard Odontologia

Carga imediata em implantes dentários, é sempre possível ?

Os implantes dentários já estão na odontologia há bastante tempo sendo usados em larga escala e com altas taxas de sucesso.

A carga imediata em implantes já não é uma novidade e é efetuada no momento da instalação do implante.

Muitos pacientes chegam ao nosso consultório com dúvidas sobre esse tipo de tratamento, portanto este texto visa abordar os pontos básicos e tentar sanar as dúvidas do público em geral.

Em primeiro lugar, o que é carga imediata em implantes?

carga imediata em implantes

Carga imediata é a colocação de um dente (coroa provisória) diretamente sobre o implante logo após a cirurgia, ou seja, o paciente já sai da cirurgia com o ‘dente fixo’ no implante.Em raras ocasiões iremos confeccionar o dente definitivo diretamente sobre o implante.

Além disso, existem alguns parâmetros básicos para o uso dessa técnica e também a colaboração do paciente é essencial para não ocorrer nenhum problema com o tratamento.

3 fatores positivos para o uso da carga imediata

carga imediata em implantes dentários

1 – Provisório direto sobre o implante

A grande vantagem do uso da carga imediata é sem dúvida a colocação do dente provisório diretamente sobre o implante, principalmente em área estética como ocorre na ausência de dentes anteriores, beneficiando assim o sorriso do paciente.

2 – Menor tempo de tratamento

Outra grande vantagem é obviamente o menor tempo de tratamento, pois, ao invés de esperarmos o tempo de 3 a 6 meses para colocar carga no implante (usar uma coroa provisória), nos já podemos instalá-la no ato cirúrgico.

3 – Estética e conforto

Esse terceiro fator está intimamente ligado com os demais. Afinal, o uso da carga imediata já possibilita uma estética superior do que se fosse ficar sem o dente em questão. O conforto esta justamente por não precisar usar algum tipo de prótese removível, já que o dente estará fixo nos implantes.



3 Fatores que inviabilizam a carga imediata em implantes

1- Falta de travamento do implante no osso

Para o implante estar apto a receber a carga imediata, ele tem que ter um travamento mínimo no osso.

O que isso quer dizer?

Quando instalamos o implante dentário ele pode ter um torque (travamento) no osso maior ou menor e isso depende de uma série de fatores relacionados ao caso e ao paciente.

Portanto, somente casos onde esse travamento foi adequado poderemos utilizar esta técnica.

2 – Depende da localização do dente

No caso da carga imediata, damos preferência ao uso em dentes anteriores . Primeiramente, porque é a área onde a estética é mais importante e em segundo lugar é onde as forças mastigatórias são menores, ocasionando menor trauma no implante e também menor possibilidade de perda.

3 – Limitações específicas do caso

A frase ‘cada caso é um caso’ se aplica aqui!

Para o uso desta técnica, temos que avaliar com bastante cuidado qual o tipo de tratamento iremos realizar, pois existem muitas outras limitações que teremos que analisar com calma junto ao paciente.

Vídeo Carga Imediata

Limitações da carga imediata em implantes

Implante dentário - Carga Imediata

Existem limitações ? Claro.

Estamos lidando com uma situação em que o implante não está ancorado de forma ‘definitiva’ ao osso, ou seja, ainda vai ocorrer o processo da osseointegração.

Assim, para “proteger” o implante contra forças indesejadas que podem levar a perda do mesmo, temos que seguir alguns critérios.

Primeiramente temos grandes chances de que o dente provisório vai fique em tamanho menor do que os demais, justamente para evitar o toque durante a mastigação com o dente antagonista e assim evitar uma força excessiva.

Em segundo lugar, o paciente tem que ter a consciência que é um dente provisório sobre um implante recém colocado. Portanto, deve-se evitar a mastigação de alimentos duros sobre a região a fim de preservar o implante.

Conclusão

Temos que ter em mente que a carga imediata em implantes é uma realidade e que podemos utilizar durante o dia-a-dia. Porém, temos que analisar cada caso em particular seguindo alguns critérios pré-estabelecidos para o sucesso a longo prazo do implante.

att,

Davi Frossard

Google+