Fevereiro 2014 - MD Frossard Odontologia

Clareamento Dental – O Guia Completo

O clareamento dental é um dos tratamentos estéticos realizados em maior quantidade nos consultórios dentários. A razão principal disso é o fato dele fornecer  facilidade e  rapidez para alcançarmos dentes mais brancos e estéticos. 

Mas será que todos estão aptos a realizar este procedimento?

Primeiramente, o clareamento dental é indicado para pessoas que tenham dentes amarelados ou queiram melhorar sua estética dos dentes. Porém, nem todos os dentes podem ser beneficiados pelo tratamento, pois as causas do escurecimento podem ser diversas, como por exemplo, manchas intrínsecas causadas pelo uso de tetraciclina.

Deve-se porém ressaltar que próteses e restaurações dentárias já presentes na boca do paciente não clareiam. A solução para estes casos é realizar o clareamento dental e posteriormente trocar estas próteses e restaurações.

Nesse texto você irá ler : 

  • As alterações de cor que podemos ter.
  • As 3 formas de clarear os dentes.
  • 4 cuidados que devemos ter durante o clareamento.
  • O que fazer em caso de sensibilidade nos dentes.

Quais tipos de alterações de cor podemos ter 

Podemos ter diversas alterações de cores, algumas são mais fáceis de serem removidas outras são mais complicadas, necessitando de tratamentos mais invasivos. Na maioria dos casos o clareamento dentário pode melhorar a alteração de cor, sempre um bom planejamento é indicado.

O primeiro grupo de alteração de cor são chamadas de manchas extrínsecas, sendo as mais comuns na população. Elas são resultados do consumo abusivo de Chá , Café , Vinho , Açaí, Cigarro , Bebidas com corantes artificiais,  alimentos com corantes e o Acúmulo de placa .

Para a remoção dessas alterações de cor, as vezes, somente uma profilaxia ou limpeza é suficiente. Mas na maioria dos casos um clareamento dental é necessário.

O segundo tipo de alterações de cor são chamadas de manchas intrínsecas, são menos comuns porém são mais difíceis de serem tratadas. São elas as Fluoroses, Manchas por Tetraciclinas,  Traumatismos e a Dentinogênese imperfeita.

Saiba mais sobre as manchas nos dentes aqui ( link ).

As 3 diferentes maneiras de se realizar o clareamento dental 

1 ) Clareamento dental caseiro

clareamento dental caseiro

A primeira forma é o chamado clareamento dental caseiro em que o paciente usa uma moldeira contendo o gel clareador em sua casa, sob supervisão do dentista. Esse método é mais econômico e menos agressivo para o paciente, porém os resultados demoram mais para aparecer.

  • Moldeira indivídual 

A primeira etapa do tratamento é a confecção da moldeira individual. Esse molde é personalizado para a dentição de cada pessoa e apresenta a vantagem da melhor adaptação aos dentes.

Assim, diminui o desconforto para o cliente, além de melhorar a eficácia do clareamento dental, pois mantém o gel o mais próximo possível dos dentes.

  • Agora uma questão que muitos pacientes me perguntam: pode-se utilizar um molde pré fabricado, desses que se compra na farmácia? 

Nós acreditamos que essas moldeiras não são fiéis a dentição do paciente, já que não são personalizadas e individualizadas para cada pessoa.

Assim, ao utilizar este tipo de moldeira, o paciente pode sofrer com desadaptações, que acarretam em injúrias à gengiva e áreas onde o gel clareador não fica próximo aos dentes, diminuindo sua eficácia

  • Afinal, como devemos colocar o gel clareador na moldeira? 

Na verdade, não precisamos encher a moldeira com o gel, apenas aplicar uma gota do gel na região mais anterior dos dentes (parte da frente, onde bochechas e lábios tocam) e após isto é importante retirar o material que extravasa para a gengiva.

Quando retirar a moldeira, devemos limpar retirando  todo o resíduo do gel dela e também do dentes.

No clareamento dental caseiro o paciente pode levar mais tempo para perceber os efeitos do tratamento, já que o gel tem um efeito mais fraco.

 

2 ) Clareamento de consultório

clareamento dental laser

A segunda forma é o clareamento de consultório. Este é um procedimento  feito diretamente pelo dentista e apresenta resultados mais rápido e custo  mais elevado.

  • Tratamentos a serem feitos antes de iniciar o clareamento 

Sempre antes de realizar um clareamento dental, realizamos uma seqüência de fotos intra e extra oral do sorriso do paciente e também anotamos a cor inicial do dente. Isso nos possibilita comparar o resultado final da cor atingida com o inicial.

Outro tratamento importante de é a profilaxia e o tratamento periodontal. Devemos remover o tártaro e as manchas superficiais para que não sejam barreiras que impeçam o contato do gel clareador com os dentes. 

  • Para iniciar

Ao iniciar o clareamento de consultório devemos “isolar os dentes”, ou seja, aplicar uma camada protetora na gengiva e também afastarmos a bochecha. Todo esse cuidado é necessário pois o gel usado no consultório é mais potente e tem um ph mais ácido.

Depois, devemos aplicar o gel clareador com cuidado sobre os dentes. O gel pode ser reaplicado a cada 10 a 15 minutos , e a consulta pode demorar em torno de 60 min.

3) Clareamento caseiro aliado ao de consultório

clareamento dental caseiro aliado com o de consultório

Uma terceira forma de se realizar o clareamento é o uso do método caseiro aliado ao de consultório, em nossa clínica esse é o método mais utilizado, pois apresenta maior vantagem e conforto para o paciente, trazendo resultados melhores e mais rápidos.

Geralmente realizamos três consultas de clareamento de consultório semanalmente e nos intervalos indicamos o uso da moldeira em casa. É importante ressaltar, que essa quantidade de consultas pode variar dependendo do caso de cada paciente.



Sensibilidade dental no clareamento

mulher-dor-de-dente

A questão mais levantada no consultório a respeito do clareamento dental é sobre sensibilidade nos dentes.

A primeira coisa que devemos saber é que isso varia muito de pessoa para pessoa. Existem pessoas que por diversas razões apresentam uma sensibilidade muito maior que outras. Por isso um planejamento prévio é muito importante.

Na nossa clínica temos sempre o cuidado de explicar e realizar os diversos procedimentos para diminuir a 

sensibilidade após o clareamento. Para isso, sempre indicamos uma pasta de sensibilidade para ser usada durante o tratamento. 

Para pacientes com maior sensibilidade e após as consultas de clareamento dental, podemos realizar aplicação de flúor melhorando a sensibilidade dentária.

O mais importante é que a sensibilidade deve ser relatada ao dentista para que este, junto ao paciente, possa avaliar a melhor maneira de suportar ou reverter a situação.

Veja mais sobre Sensibilidade nos Dentes ( Link ). 

Vídeo sobre Clareamento Dental

4 Cuidados durante e após o clareamento dental 

1) Quais alimentos devo evitar 

alimentos a evitar no clareamento dental

Para evitar o escurecimento dos dentes clareados, o paciente deve evitar ingestão excessiva de alimentos como 

café, sucos escuros, açaí, vinho e etc.

Vale ressaltar que após e durante o tratamento a pessoa não está proibida de ingeri-los, apenas deve haver bom senso na rotina de alimentação para que o tratamento não seja prejudicado.

 

2) Higienização

Durante o tratamento e após, o paciente deve desenvolver uma rotina de higienização primorosa, com escovação correta e uso de fio dental. Tal recomendação também é importante para que se evite o escurecimento dos dentes.

Além disso, sempre devemos realizar o uso correto do fio dental. Já reparou que ocorre um maior escurecimento do dentes nas laterais dos dentes?  A falta de uso do fio dental origina o acumulo de placa dental nessa região causando seu pigmentação.

 

3) Observação importante 

Como em todo tratamento, é necessário um planejamento prévio, pois as restaurações e tratamentos protéticos antigos não são clareados. Portanto, se for realizar um tratamento de clareamento, é interessante também mudar as resinas antigas.

 

4) Posso usar pastas para clareamento, essas compradas em farmácia, na hora da escovação dos dentes?

Em algumas situações os clientes usam as pastas de dente que prometem o branqueamento dos dentes ( as chamadas whitening). Na verdade, elas não devem ser usadas durante o tratamento de clareamento dental, pois possuem um mecanismo de ação diferente dos géis clareadores, além de ser mais abrasiva podendo levar a maior sensibilidade.

Nós sempre recomendamos pastas para sensibilidade durante o clareamento.

Orientação do dentista 

medo de dentista e os adutos

Todo procedimento de clareamento pode e deve ter a orientação do dentista. O gel clareador é agressivo para a gengiva e pode causar alguns tipos de lesão nela além da possibilidade gerar sensibilidade nos dentes.

Por isso, o dentista é a pessoa que vai orientar o cliente da melhor maneira possível, evitando que esses problemas ocorram.

Att ,

Davi Frossard 

Google+